Arquivos do Blog

Um novo começo

 

amanhecer

Há alguns anos deixei de atualizar este blog.

Sem que eu percebesse claramente, meu coração começou a se movimentar em direção a outras paragens…

Um novo lugar.

Pouco a pouco meu interesse foi se deslocando da Psicologia em direção à Espiritualidade, e eu já não sabia mais o que poderia escrever aqui.

Minha alma já estava em outro lugar!

Este processo todo culminou com a decisão de me aposentar.

Em meados de 2015 fechei o consultório em São Paulo e me aposentei.

Tenho já 65 anos, mas a aposentadoria não se deveu à idade. Sinto-me cheia de vida e repleta de planos…

A decisão de me aposentar também não decorreu de um cansaço de atender e estar com as pessoas…

Atendi em consultório por quase 40 anos e sempre com muito prazer. Sempre encantada pelo mundo novo (cada pessoa é um mundo!)  que cada novo cliente trazia consigo para que eu o pudesse conhecer.

 

O labor no consultório, o exercício da psicoterapia, exige do profissional, um trabalho muito profundo consigo mesmo.

Uma constante lapidação.

Sempre estar atenta a si mesmo:

Consciente de seus pensamentos e intenções. Percebendo suas crenças mais enraizadas, raízes de preconceitos e distorções.

Exige a coragem de enfrentar os próprios sentimentos.

Todos!

Acolhe-los. Como se acolhe um irmão.

Para um terapeuta, o grande perigo reside nos seus próprios sentimentos não reconhecidos (em suas inconscientes emoções) que são empurrados para as sombras pela falta de aceitação.

São estes sentimentos e pensamentos residentes na sombra que verdadeiramente nos cegam: turvam a nossa compreensão e impedem que a gente possa ver os nossos clientes em sua inteireza essencial, que está muito além de qualquer tipo de compreensão racional.

 

Este labor constante, comigo mesma, esta constante lapidação (que é o dever deste ofício), me levou pela vida a fora, a buscar a minha mais profunda expressão.

Agora, naquilo que alguns chamam de “o outono da vida”, me permiti escolher: aquilo que sempre esteve reservado, íntimo, em mim, que venha à luz e possa florescer!

Esta intimidade profunda, que a poucos clientes dei a conhecer, é a minha vida espiritual, vibrante, fecunda.

 

Razão essencial do meu viver

 

Aposentei-me como Psicóloga.

Pedi a desfiliação ao CRP (Conselho Regional de Psicologia). Quis me liberar de suas regras e normas, que no exercício da profissão sempre respeitei.

Minha nova atuação, agora totalmente centrada na espiritualidade e no desenvolvimento espiritual não cabe nos limites definidos por este Conselho para a atuação de seus profissionais.

Continuo atendendo pessoas.

Agora, de uma maneira nova, centrada em sua busca espiritual.

Se você que me lê quiser conhecer este novo trabalho, expressão essencial de todo o meu viver, será um prazer receber sua visita em meu novo site:

Você pode acessá-lo aqui:

 

                                                                 Coroa do Resplendor

 

Tenho os braços e coração abertos.

Desejo te conhecer!